Já está disponível o Edital do processo seletivo para Especialização em Auditoria 2° Sem/2018.

Para mais informações Clique aqui

Já está disponível o edital do processo seletivo 2018 para o Doutorado em Controladoria e Contabilidade do CEPCON/UFMG

Para mais informações clique aqui

Resultado Disciplina Isolada 2018/1

 

 

Edital Disciplinas Isoladas 2018/1

Artigo de ex aluna do mestrado do CEPCON obtém 1° lugar em prêmio da ABDE.

Laís Karlina Vieira teve seu artigo, oriundo de sua dissertação premiado em 1° lugar no Prêmio ABDE- BID. O artigo foi escrito em conjunto com sua orientadora Professora Valéria Gama Fully Bressan.

 

O prêmio ABDE-BID de artigo sobre o desenvolvimento é promovido pela Associação Brasileira para o Desenvolvimento – ABDE e pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento – BID, e tem por finalidade estimular reflexão acerca dos desafios do desenvolvimento, por meio do incentivo à pesquisa e à elaboração de artigos científicos.

Laís foi aluna do CEPCON, e defendeu sua dissertação em agosto de 2016. O artigo premiado “ESTRUTURA DE DIVERSIFICAÇÃO DAS COOPERATIVAS DE CRÉDITO BRASILEIRAS” foi fruto de sua dissertação, que teve como orientadora a Professora Valéria Gama Fully Bressan.

A ex-Aluna foi agraciada com 1° lugar na categoria (3) Sistema OCB: Cooperativismo de Crédito e Desenvolvimento. O prêmio será entregue em 13 de dezembro na cidade Belo Horizonte durante o Fórum do Desenvolvimento.

 

Título: ESTRUTURA DE DIVERSIFICAÇÃO DAS COOPERATIVAS DE CRÉDITO BRASILEIRAS.

Autoras:

Laís Karlina Vieira

Mestre em Ciências Contábeis – CEPCON/FACE/UFMG

Professora do Instituto Federal de Minas Gerais – Campus Bambuí - MG

Valéria Gama Fully Bressan

Professora Adjunta do CEPCON/ FACE/UFMG

 

Resumo:

O estudo teve como objetivo classificar as cooperativas de crédito brasileiras conforme a sua estrutura (grau) de diversificação, por meio da análise de cluster hierárquica com uma amostra de 525 cooperativas de crédito singulares, pertencentes aos sistemas: Sicoob, Sicredi e Unicred. Os dados foram obtidos junto ao Banco Central do Brasil, no período de 2009 a 2014. A análise de composição da receita operacional demonstrou que há uma tendência crescente das receitas com operações de crédito e também das receitas não decorrentes de operações de crédito. A análise dos clusters revelou que 56,8% das cooperativas de crédito da amostra são classificadas como altamente diversificadas, 25,9% como moderadamente diversificadas e 17,3% como de baixo grau de diversificação. Logo, os resultados indicam que as cooperativas de crédito possuem uma estrutura mais diversificada de produtos e serviços. Por fim, como contribuições, destaca-se o estudo de instituições financeiras importantes para a economia, em um contexto de mercados emergentes e a discussão da diversificação como uma estratégia viável para as cooperativas de crédito.